quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Noite velha

Además, algunos tenéis la esperanza de empezar el año 2010 de una manera sexualmente activa y gratificante, por decirlo con delicadeza.

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

O fim de uma linha mítica

El Orient Express unía París y Estambul a través de los Balcanes, y ha inspirado múltiples obras literarias como el 'Drácula' de Bram Stoker o 'Desde Rusia con amor', de Ian Fleming, en la que James Bond viajaba con la atractiva Tatiana Romanova.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Grandes batalhas

Generalmente, una batalla se podría definir como un combate entre dos o más contendientes en donde cada uno de ellos tratará de derrotar a los demás.

Las grandes batallas de la historia

domingo, 27 de dezembro de 2009

sábado, 26 de dezembro de 2009

Sobre o comportamento

Un grupo de científicos ha demostrado que las personas son más individualistas o solidarias en función de la actividad de su amígdala cerebral, lo que contradice otras teorías previas que sugerían que la personalidad está relacionada con la actividad del córtex prefrontal.

¿Individualistas...? La amígdala del cerebro decide sobre el comportamiento

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

A palavra é a alma...

Snow-covered gondolas, seen, moored in Venice's lagoon, Italy, Saturday, Dec. 19, 2009. Cold weather with temperatures below zero and heavy snowfall affected Italy and central Europe Saturday. (AP Photo/Luigi Costantini)
boston.com The Big Picture

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Feliz Natal

12 Drags

Leitura

Os intelectuais de esquerda que escrevem a história brasileira têm mais um livro para se incomodar: o Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil, do jornalista Leandro Narloch.

Lancei recentemente pela editora Leya o livro Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil, uma reunião informações esquecidas e episódios irritantes e desagradáveis a quem se considera vítimas de "grandes potências", "exploradores" e "imperialistas". Deixo para os leitores do MSM alguns exemplos.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Uma chamada



Karl Mathis / EFE

La iglesia del Sagrado Corazón de Bellinzona, en Suiza, alberga un belén con seis minaretes, una llamada a la reflexión tras los resultados del referéndum del pasado 29 de noviembre a favor de la prohibición de construir minaretes en las mezquitas.

Las 20 mejores fotos del día

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

As palavras das vítimas

Junto a los crematorios más activos del exterminio nazi se encontraron enterrados al final de la II Guerra Mundial tres diarios similares. Eran los de Zalman Gradowski, Zalman Leventhal y Leyb Langfus.

Con las palabras de las víctimas del exterminio

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Povoações brancas

Nuestro recorrido comienza en Jimena de la Frontera, localidad en la que destaca su castillo árabe, que pasó a ser renovado por los cristianos cuando éstos se hicieron con el poder, y por las casas apiñadas de su casco antiguo.

sábado, 19 de dezembro de 2009

Azul


El ojo de un ganso, en una granja de Hohenried, Alemania.
Michaela Rehle / Reuters
Las 20 mejores fotos del día

Las Yungas

Rasgada a cuchillo sobre las escabrosas laderas de selva lluviosa de la cordillera andina, esta carretera imposible que une la Amazonia con el altiplano boliviano, es una diabólica y vertiginosa ascensión no apta para todos los viajeros. Los accidentes son constantes y los lugareños aseguran que en ella viven espíritus dedicados a distraer a los conductores.
A estrada mais perigosa do mundo

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Glaciar


Perito Moreno está a derreter

O alerta já foi dado pelos cientistas e ambientalistas. Os glaciares nos Andes, que servem de fronteira entre a Argentina e o Chile, estão a derreter devido aos efeitos das alterações climáticas. Estima-se que dentro de 25 anos estes enormes blocos de gelo desapareçam. Na Argentina, o glaciar de Perito Moreno está a ser afectado e a perder partes da sua enorme estrutura gelada.

Público
Foto do dia

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Forza Italia!

El primer ministro italiano, Silvio Berlusconi, fue este domingo agredido y herido al término de un mitin en la plaza del Duomo de Milán y tuvo que ser hospitalizado. Con la boca ensangrentada Berlusconi fue sacado inmediatamente en un coche oficial del lugar en el que se celebró un mitin de su partido y fue trasladado al hospital San Raffaele de la capital lombarda.

Massimo Tartaglia, el hombre de 42 años, sin antecedentes penales y en tratamiento psicológico, que ha sido detenido acusado de agredir con un objeto al primer ministro italiano, Silvio Berlusconi, cuenta ya -apenas unas horas después de los hechos- con una legión de seguidores en la red social Facebook.

Berlusconi es hospitalizado tras ser golpeado en un mitin

sábado, 12 de dezembro de 2009

História de Portugal ultra-condensada

Simplesmente genial... ler não é tempo perdido!

Quem diz que estudar história demora tempo...
Tudo começou com um tal Henriques que não se dava bem com a mãe e acabou por se vingar na pandilha de mauritanos que vivia do outro lado do Tejo. Para piorar ainda mais as coisas, decidiu casar com uma espanhola qualquer e não teve muito tempo para lhe desfrutar do salero porque a tipa apanhou uma camada de peste negra e morreu.

Pouco tempo depois, o fulano, que por acaso era rei, bateu também as botas e foi desta para melhor. Para a coisa não ficar completamente entregue à bicharada, apareceu um tal João que, ajudado por um amigo de longa data que era afoito para a porrada, conseguiu pôr os espanhóis a enformar pão e ainda arranjou uns trocos para comprar uns barcos ao filho que era dado aos desportos náuticos. De tal maneira que decidiu pôr os barcos a render e inaugurou o primeiro cruzeiro marítimo entre Lisboa e o Japão com escalas no Funchal, Salvador, Luanda, Maputo, Ormuz, Calecute, Malaca, Timor e Macau .

Quando a coisa deu para o torto, ficou nas lonas só com um pacote de pimenta para recordação e resolveu ir afogar as mágoas, provocando a malta de Alcácer-Quibir para uma cena de estalo. Felizmente, tinha um primo, o Filipe, que não se importou de tomar conta do estaminé até chegar outro João que enriqueceu com o pilim que uma tia lhe mandava do Brasil e acabou por gastar tudo em conventos e aquedutos. Com conventos a mais e dinheiro menos, as coisas lá se iam aguentando até começar tudo a abanar numa manhã de Novembro. Muita coisa se partiu. Mas sem gravidade porque, passado pouco tempo, já estava tudo arranjado outra vez, graças a um mânfio chamado Sebastião que tinha jeito para o bricolage e não era mau tipo apesar das perucas um bocado amaricadas.

Foi por essa altura que o Napoleão bateu à porta a perguntar se o Pedro podia vir brincar e o irmão mais novo, o Miguel, teve uma crise de ciúmes e tratou de armar confusão que só acabou quando levou um valente puxão de orelhas do mano que já ia a caminho do Brasil para tratar de uns negócios. A malta começou a votar mas as coisas não melhoraram grande coisa e foi por isso que um Carlos anafado levou um tiro nos coiratos quando passeava de carroça pelo Terreiro do Paço. O pessoal assustou-se com o barulho e escondeu-se num buraco na Flandres onde continuaram a ouvir tiros mas apontados a eles e disparados por alemães. Ao intervalo, já perdiam por muitos mas o desafio não chegou ao fim porque uma tipa vestida de branco apareceu a flutuar por cima de uma azinheira e três pastores deram primeiro em doidos, depois em mortos e mais tarde em beatos. Se não fosse por um velhote das Beiras, a confusão tinha continuado mas, felizmente, não continuou e Angola continuava a ser nossa mesmo que andassem para aí a espalhar boatos. Comunistas dum camandro! Tanto insistiram que o velhote se mandou do cadeirão abaixo e houve rebaldaria tamanha que foi preciso pôr um chaimite e um molho de cravos em cima do assunto. Depois parece que houve um Mário qualquer que assinou um papel que nos pôs na Europa e ainda teve tempo para transformar uma lixeira numa exposição mundial e mamar duas secas da Grécia na final.

E o Cavaco e o Sócrates?

O Cavaco foi com o Pai Natal e o Sócrates e o palhaço no combóio ao circo.

Fim
recebido por e-mail

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

num país assim emerjam cavalgaduras

CLARA FERREIRA ALVES (artigo demolidor)

Não admira que num país assim emerjam cavalgaduras, que chegam ao topo, dizendo ter formação, que nunca adquiriram, que usem dinheiros públicos (fortunas escandalosas) para se promoverem pessoalmente face a um público acrítico, burro e embrutecido.


Este é um país em que a Câmara Municipal de Lisboa, desde o 25 de Abril distribui casas de RENDA ECONÓMICA - mas não de construção económica - aos seus altos funcionários e jornalistas, em que estes últimos, em atitude de gratidão, passaram a esconder as verdadeiras notícias e passaram a "prostituir-se" na sua dignidade profissional, a troco de participar nos roubos de dinheiros públicos, destinados a gente carenciada, mas mais honesta que estes bandalhos.

Em dado momento a actividade do jornalismo constituiu-se como O VERDADEIRO PODER. Só pela sua acção se sabia a verdade sobre os podres forjados pelos políticos e pelo poder judicial. Agora contínua a ser o VERDADEIRO PODER mas senta-se à mesa dos corruptos e com eles partilha os despojos, rapando os ossos ao esqueleto deste povo burro e embrutecido. Para garantir que vai continuar burro o grande cavallia (que em português significa cavalgadura) desferiu o golpe de morte ao ensino público e coroou a acção com a criação das Novas Oportunidades.

Gente assim mal formada vai aceitar tudo e o país será o pátio de recreio dos mafiosos.

A justiça portuguesa não é apenas cega. É surda, muda, coxa e marreca.

Portugal tem um défice de responsabilidade civil, criminal e moral muito maior do que o seu défice financeiro, e nenhum português se preocupa com isso, apesar de pagar os custos da morosidade, do secretismo, do encobrimento, do compadrio e da corrupção. Os portugueses, na sua infinita e pacata desordem existencial, acham tudo "normal" e encolhem os ombros. Por uma vez gostava que em Portugal alguma coisa tivesse um fim, ponto final, assunto arrumado. Não se fala mais nisso. Vivemos no país mais inconclusivo do mundo, em permanente agitação sobre tudo e sem concluir nada.

Desde os Templários e as obras de Santa Engrácia, que se sabe que, nada acaba em Portugal, nada é levado às últimas Consequências, nada é definitivo e tudo é improvisado, temporário, desenrascado.

Da morte de Francisco Sá Carneiro e do eterno mistério que a rodeia, foi crime, não foi crime, ao desaparecimento de Madeleine McCann ou ao caso Casa Pia, sabemos de antemão que nunca saberemos o fim destas histórias, nem o que verdadeiramente se passou, nem quem são os criminosos ou quantos crimes houve.

Tudo a que temos direito são informações caídas a conta-gotas, pedaços de enigma, peças do quebra-cabeças. E habituámo-nos a prescindir de apurar a verdade porque intimamente achamos que não saber o final da história é uma coisa normal em Portugal, e que este é um país onde as coisas importantes são "abafadas", como se vivêssemos ainda em ditadura.

E os novos códigos Penal e de Processo Penal em nada vão mudar este estado de coisas. Apesar dos jornais e das televisões, dos blogs, dos computadores e da Internet, apesar de termos acesso em tempo real ao maior número de notícias de sempre, continuamos sem saber nada, e esperando nunca vir a saber com toda a naturalidade.

Do caso Portucale à Operação Furacão, da compra dos submarinos às escutas ao primeiro-ministro, do caso da Universidade Independente ao caso da Universidade Moderna, do Futebol Clube do Porto ao Sport Lisboa Benfica, da corrupção dos árbitros à corrupção dos autarcas, de Fátima Felgueiras a Isaltino Morais, da Braga Parques ao grande empresário Bibi, das queixas tardias de Catalina Pestana às de João Cravinho, há por aí alguém quem acredite que algum destes secretos arquivos e seus possíveis e alegados, muitos alegados crimes, acabem por ser investigados, julgados e devidamente punidos?

Vale e Azevedo pagou por todos?

Quem se lembra dos doentes infectados por acidente e negligência de Leonor Beleza com o vírus da sida?

Quem se lembra do miúdo electrocutado no semáforo e do outro afogado num parque aquático?

Quem se lembra das crianças assassinadas na Madeira e do mistério dos crimes imputados ao padre Frederico?

Quem se lembra que um dos raros condenados em Portugal, o mesmo padre Frederico, acabou a passear no Calçadão de Copacabana?

Quem se lembra do autarca alentejano queimado no seu carro e cuja cabeça foi roubada do Instituto de Medicina Legal?

Em todos estes casos, e muitos outros, menos falados e tão sombrios e enrodilhados como estes, a verdade a que tivemos direito foi nenhuma.

No caso McCann, cujos desenvolvimentos vão do escabroso ao incrível, alguém acredita que se venha a descobrir o corpo da criança ou a condenar alguém?

As últimas notícias dizem que Gerry McCann não seria pai biológico da criança, contribuindo para a confusão desta investigação em que a Polícia espalha rumores e indícios que não têm substância.

E a miúda desaparecida em Figueira? O que lhe aconteceu? E todas as crianças desaparecida antes delas, quem as procurou?

E o processo do Parque, onde tantos clientes buscavam prostitutos, alguns menores, onde tanta gente "importante" estava envolvida, o que aconteceu?

Arranjou-se um bode expiatório, foi o que aconteceu.

E as famosas fotografias de Teresa Costa Macedo? Aquelas em que ela reconheceu imensa gente "importante", jogadores de futebol, milionários, políticos, onde estão? Foram destruídas? Quem as destruiu e porquê?

E os crimes de evasão fiscal de Artur Albarran mais os negócios escuros do grupo Carlyle do senhor Carlucci em Portugal, onde é que isso pára?

O mesmo grupo Carlyle onde labora o ex-ministro Martins da Cruz, apeado por causa de um pequeno crime sem importância, o da cunha para a sua filha.

E aquele médico do Hospital de Santa Maria, suspeito de ter assassinado doentes por negligência? Exerce medicina?

E os que sobram e todos os dias vão praticando os seus crimes de colarinho branco sabendo que a justiça portuguesa não é apenas cega, é surda, muda, coxa e marreca.

Passado o prazo da intriga e do sensacionalismo, todos estes casos são arquivados nas gavetas das nossas consciências e condenados ao esquecimento.

Ninguém quer saber a verdade. Ou, pelo menos, tentar saber a verdade.

Nunca saberemos a verdade sobre o caso Casa Pia, nem saberemos quem eram as redes e os "senhores importantes" que abusaram, abusam e abusarão de crianças em Portugal, sejam rapazes ou raparigas, visto que os abusos sobre meninas ficaram sempre na sombra.

Existe em Portugal uma camada subterrânea de segredos e injustiças, de protecções e lavagens, de corporações e famílias, de eminências e reputações, de dinheiros e negociações que impede a escavação da verdade.


Este é o maior fracasso da democracia portuguesa

Clara Ferreira Alves - "Expresso"

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Disarmed

Jacques Delors não precisa de apresentação. Trata-se de um mito, que o é pela simples razão de que muito do que de bom se alcançou nos últimos decénios tem, de uma forma ou de outra, a sua marca.

Na notável entrevista que concede ao El País de hoje, o ex Presidente da Comissão Europeia tece uma série de observações sobre a Europa, que devem ser lidas com a maior atenção. Num post dum blog não é possível abordar todas. Por isso, permiti-me transcrever, apenas, as chamadas que o jornal faz, para dar uma pálida ideia do muito que lá se afirma. Assim:

  • O dolar é corrosivo e indispensável. Convém um sistema monetário mundial baseado numa cesta de moedas;
  • Criar valor converteu-se numa ideologia com desprezo pelo risco; hoje cria-se riqueza antes de a produzir;
  • A Alemanha governa em Berlim, a França toma-se pela "Grande França" e o Reino Unido é cada vez mais anti europeista;
  • Necessitamos de lideres que tenham visão a longo prazo e que defendam interesses comuns;
  • A UE ainda não alcançou a minha esperança: um espírito de autêntica cooperação;
  • A crise de valores consiste no facto de que neste mundo tudo se compra. Nós defendemos os sonhos que o dinheiro não compra.

Finalmente, e em sub título da entrevista, aquilo que sobressai em toda ela: "Se a Europa não se integrar, serão os Estados Unidos e a China a mandar".

recebido por e-mail

"Um espectáculo único"

Um iceberg de 140 quilómetros quadrados, que se desprendeu há dez anos da Antárctida, está a avançar em direcção ao Sul da Austrália.

O Jornal mais lido do mundo

Un buen ejemplo es el diario indio Dainik Jagran [La verdad], el rotativo más leído del mundo al contabilizar casi 56 millones de lectores y una circulación de 17 millones de ejemplares. Escrito en hindi, el idioma hablado por el 41% de los 1.200 millones de indios, se ha convertido en los últimos años en una máquina de producción masiva de información: mil periodistas aporrean el teclado del ordenador en sus redacciones para hacer 37 ediciones regionales que suman una producción de 10.000 artículos al día.

El periódico más leído del mundo se escribe en hindi


Um mundo ao contrário

Naresh tiene 14 años y vive atado a un árbol en la aldea de Vattipalli, en el distrito de Nalgonda (India).

Atado a un árbol para que no escape de casa

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Open Web Awards

...os cinco sites mais nomeados pela comunidade de utilizadores em geral em cada uma das 50 categorias disponíveis - desde os melhores bloggers à melhor página no Facebook ou no Twitter, passando pelos melhores sites de informação. Pode consultar aqui a lista completa dos finalistas.

iOnline entre os 5 mais nomeados do mundo - vote até dia 13 de Dezembro


domingo, 6 de dezembro de 2009

Fotografia

La Regione (Lombardia) dà luce all’arte (Regione Lombardia/ANSA)
In questa galleria, una selezione delle foto più belle della settimana, da tutti gli angoli della Terra.

sábado, 5 de dezembro de 2009

www


Eneko / 20minutos.es

Esta viñeta, creada por Eneko para 20minutos.es y 20 minutos, tiene licencia Creative Commons. Puedes cogerla y usarla en el medio que desees en apoyo del Manifiesto, firmándola Eneko/20minutos.es.

Subidos de tom

Los Videos Mas SEXYS De Las Cantantes Del Momento

a preto & branco

Cristina, carvão ou glaciares

'Cristina: carbón o glaciares'. El proyecto para construir una central de carbón en Río Turbio, en la Patagonia austral, ha desatado las protestas de los ecologistas, que con este 'ultimátum' exigen a la presidenta argentina, Cristina Fernández de Kirchner, que...continua Aqui

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Quanto mais me bates mais gosto de ti!

O PS mantém 38,5% das intenções de voto e o PSD 26,9%, de acordo com a projecção da sondagem Expresso/SIC/Renascença referente ao mês de Dezembro.

50º aniversario de Mini

Entre 1959 y 2000 se vendieron más de 5,5 millones de unidades de las distintas carrocerías del legendario Mini. Ahora, la marca celebra sus primeros 50 años en plena forma, con un prototipo que anticipa un futuro modelo de corte deportivo y con nuevas versiones conmemorativas.

Un enano que cumple medio siglo

Bhopal

El esqueleto de la fábrica de pesticidas de Union Carbide en Bhopal ha perdido la batalla contra el óxido y las malas hierbas. Pero la planta abandonada que causó el mayor desastre químico de la historia no es tan inofensiva como aparenta.

Bhopal, el escape que no cesa


quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

A vitrine de Bob Pop

BOB POP - BARCELONA
PETA logra la unión de Iglesia y Estado
A la vez que la iglesia norteamericana ponía el grito en su cielo a propósito de este anuncio protagonizado por Joanna Krupa y aseguraba en una homilía que PETA "viola la iconografía cristiana", el Departamento de Agricultura de Estados Unidos incluía a esta asociación de defensa de los animales en su lista de grupos terroristas. Una casualidad maravillosa que da ganas de gritar: ‘Dios bendiga a América’.

"Public Servant"

Não é de estranhar, mas é interessante saber... como tudo é diferente...
 Os deputados do Reino Unido, na "Mãe dos Parlamentos",
1 . não têm lugar certo para sentar na Câmara dos Comuns;

2 . não têm escritórios, nem secretários, nem automóveis;

3 . não têm residência (pagam pela sua casa em Londres ou nas províncias); detalhe: e pagam, todas as suas despesas, normalmente, como todo e qualquer trabalhador;

4 . não têm passagens de avião gratuitas, salvo quando ao serviço do próprio Parlamento.
E o seu salário equipara-se ao de um Chefe de Secção de qualquer repartição pública.

 
Em suma, são SERVIDORES DO POVO (eles dizem-se "Public Servant") e não PARASITAS do mesmo.
A propósito, sabiam que, em Portugal, os funcionários não Deputados que trabalham (???) na Assembleia têm um subsidio equivalente a 80% do seu vencimento? Isto é, se cá fora ganhassem 1000,00 EUR lá dentro ganhariam 1800,00EUR. Porquê? Profissão de desgaste rápido?!!... E porque é que os jornais não falam disto?!...

recebido por e-mail

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

É possível, não é certo

Quizás no se trate de tu pareja, pero si de alguien con quien vivirás una historia platónica llena de emoción. El riesgo te gusta, pero no siempre estás preparado para afrontar las consecuencias y menos las que traen los sentimientos encontrados. Animo.

strip tease (ver até ao fim)

http://izismile.com/img/img2/20091125/strip_tease_01.swf

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

a Pulga Argentina

Bola de Ouro (2009):

1. Lionel Messi (Argentina/FC Barcelona), 473 pontos
2. Cristiano Ronaldo (Portugal/Manchester United e Real Madrid), 233
3. Xavi (Espanha/FC Barcelona), 170
4. Iniesta (Espanha/FC Barcelona), 149
5. Samuel Eto'o (Camarões/FC Barcelona e Inter Milão), 75
6. Kaká (Brasil/AC Milan e Real Madrid), 58
7. Zlatan Ibrahimovic (Suécia/Inter Milão e FC Barcelona), 50
8. Wayne Rooney (Inglaterra/Manchester United), 35
9. Didier Drogba (Costa do Marfim/Chelsea), 33
10. Steven Gerrard (Inglaterra/Liverpool), 32
11. Fernando Torres (Espanha/Liverpool), 22
12. Cesc Fabregas (Espanha/Arsenal), 13
13. Edin Dzeko (Bósnia/Wolfsburgo), 12
14. Ryan Giggs (País de Gales/Manchester United), 11
15. Thierry Henry (França/FC Barcelona), 9
16. Iker Casillas (Espanha/Real Madrid), 8
. Luis Fabiano (Brasil/Sevilha), 8
. Nemanja Vidic (Sérvia/Manchester United), 8
19. Diego Forlán (Uruguai/Atlético Madrid), 7
20. Yoann Gourcuff (França/Bordéus), 6
21. Andrei Arshavin (Rússia/Arsenal), 5
. Júlio César (Brasil/Inter Milão), 5
. Frank Lampard (Inglaterra/Chelsea), 5
24. Maicon (Brasil/Inter Milão), 4
25. Diego (Brasil/Juventus), 3
26. John Terry (Inglaterra/Chelsea), 2
. David Villa (Espanha/Valencia), 2
28. Franck Ribéry (França/Bayern Munique), 1
. Yaya Touré (Costa do Marfim/FC Barcelona), 1
30. Karim Benzema (França/Lyon e Real Madrid), 0

Fonte i Online

Carro do ano


O "meu" carro

PREC

do livro "Capitão de Abril, Capitão de Novembro" Coronel Sousa e Castro

"Quando se está perante uma espécie de génio (como Costa Gomes), as pessoas assumem reverência e acatam. Foi, sem sombra de dúvida, o homem mais inteligente que conheci."

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

As colinas de Marte

Formación de colinas en Marte. (Imagen: Malin Space Science Systems,MOC,MGS,JPL,NASA)

Pedido ao Pai Natal

Meu querido PAI NATAL,
Este ano levaste o meu cantor e dançarino preferido, o MICHAEL JACKSON, o meu actor preferido PATRICK SWAYZE, a minha actriz preferida FARRAH FAWCETT... só te quero recordar que o meu político preferido é o JOSÉ SÓCRATES!

sábado, 28 de novembro de 2009

Estudo

Los niños con conductas antisociales proceden en su mayoría de familias de alto nivel adquisitivo y cultural, en las que los padres desatienden a los hijos y delegan su educación en la escuela, cursos extraescolares, servicio doméstico u otros familiares, según un estudio de la Fundación Jaume Bofill .

Los niños más conflictivos proceden de familias de alto nivel adquisitivo


Um direito ou ou abuso?

La respuesta ha sido la proliferación de servicios de redes privadas como Ipredator en Suecia, Ipodah en Francia, SwissVPN en Suiza o, más recientemente, TuVPN en España. Aunque con tecnologías diferentes, estas iniciativas comparten dos aspectos: son baratas (cobran un máximo de 15 euros al mes) y ofrecen ocultar los datos del usuario y la navegación en Internet. Expertos en seguridad, abogados, defensores del P2P y partidarios de aplicar la ley de propiedad intelectual con rigidez discuten ahora qué consecuencias puede tener que los usuarios de Internet se lancen de forma masiva a ocultar el rastro de su navegación.

Anonimato en Internet, ¿derecho o abuso?

Benfica vs Oporto


Vamos ver o que pintas tu

Vamos a ver qué pintas tú aquí

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

oferecer em sacrifício à cúpula globalista da ONU

Enquanto os burocratas da ONU esfregam as mãos pensando no avanço da agenda socialista em Copenhague, um pacote revelador sobre a farsa do aquecimento global é tornado público pelas mãos de um hacker que, a meu ver, já faz parte da liga dos heróis anônimos da humanidade.
Desmontando a fraude ao aquecimento
Mídia Sem Máscara

terça-feira, 24 de novembro de 2009

aos que escolhem a neutralidade

Embora Dante Alighieri (1265-1321), o genial florentino e poeta maior da belíssima língua italiana, tenha advertido com sabedoria que "I posti più caldi nell’inferno sono riservati a coloro che in tempo di grandi crisi morali mantengono la propria neutralità" (os lugares mais quentes no inferno são reservados aos que, em tempos de grandes crises morais, escolhem a neutralidade), poucos parecem dar-se conta de que, primeiro, o mundo de hoje atravessa uma enorme crise moral, talvez sem precedentes na história da civilização e, segundo, bem poucos acreditam que o inferno existe, que não é mero produto de uma escatologia “medieval”. E a maioria das pessoas, aqui e ali, algures e alhures, cá e lá, ou seja, no planeta inteiro, permanecem caladas em relação ao veneno do relativismo moral, que já contaminou toda a sociedade.
O silêncio que envenena
Mídia Sem Máscara

Quando uma imagem vale + do que 1000 palavras

¿Cuál de estas imágenes es la más representativa de la II Guerra Mundial?

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Impressões pessoais


Não há maior liberdade do que viajar ao sabor do tempo.
Os Encontros, As Leituras, Os Lugares Mais Recentes De Um Viajante Singular.

1 KM DE CADA VEZ - O novo livro de textos inéditos de Gonçalo Cadilhe

domingo, 22 de novembro de 2009

No rasto dos cátaros

El catarismo se instaló en el sur de Francia durante los siglos XI y XII. Su influencia en la región de Midi-Pyrénées fue muy grande, sobre todo en la ciudad de Albi. Pero no sólo allí, Cordes sur Ciel, Foix, el famoso castillo de Montsegur e incluso Toulouse, albergan en sus calles y paredes la historia de esta creencia y de su dura persecución.

Tras los vestigios de los cátaros


sábado, 21 de novembro de 2009

Uma reflexão e uma proposta

Gripe A:
Uma reflexão e uma proposta


Ao ler este texto de Teresa Forcades i Vila, monja beneditina do Convento de Montserrat em Barcelona, médica especialista em Medicina Interna e doutorada em Saúde Pública, ninguém pode deixar de se interrogar sobre a capacidade dos seus governantes e autoridades de Saúde Pública do seu país - particularmente Primeiro-Ministro, Ministro da Saúde e Director-Geral de Saúde - sobre a sua honestidade e o seu grau dependência em relação aos grandes laboratórios internacionais.


Teresa Forcades i Vila*
-
Dados científicos

Os dois primeiros casos conhecidos da nova gripe (vírus A/H1N1, estirpe S-OIV) diagnosticaram-se na Califórnia (EUA) no dia 17 de Abril de 2009 [1].

A nova gripe não é nova por ser do tipo A, nem tampouco por ser do subtipo H1N1: a epidemia de gripe de 1918 foi do tipo A/H1N1 e desde 1977 os vírus A/H1N1 fazem parte da época da gripe anual [2]; a única coisa que é nova é a estirpe S-OIV [3] [4].

Cerca de 33% das pessoas maiores de 60 anos parecem ter imunidade a este tipo de vírus da nova gripe [5].

Desde o seu início até 15 de Setembro de 2009, morreram com esta gripe 137 pessoas na Europa e 3.559 em todo o mundo [6]; há que ter em atenção que anualmente morrem na Europa entre 40.000 e 220.000 pessoas devido à gripe [7].

Como já disseram publicamente reconhecidos profissionais de saúde - entre eles o Dr. Bernard Debré (membro do Conselho Nacional de Ética em França) e o Dr. Juan José Rodriguez Sendin (presidente da Associação de Colégios Médicos do Estado espanhol) -, os dados desta temporada, pela qual já passaram os países do hemisfério Sul, demonstram que a taxa de mortalidade e de complicações da nova gripe é inferior à da gripe anual [8].

Irregularidades que têm de ser explicadas

Em finais de Janeiro de 2009, a filial austríaca da empresa farmacêutica norte-americana Baxter distribuiu a 16 laboratórios da Áustria, Alemanha, República Checa e Eslovénia, 72 kg de material para preparar vacinas contra o vírus da gripe anual; as vacinas tinham de ser administradas à população destes países durante os meses de Fevereiro e Março; antes que qualquer destas vacinas fosse administrada, um técnico de laboratório da empresa BioTest da República Checa decidiu, por sua conta, experimentar as vacinas em furões, que são os animais que desde 1918 são utilizados para estudar as vacinas para a gripe; todos os furões vacinados morreram.

Investigou-se então em que consistia exactamente o material enviado pela casa Baxter e descobriu-se que continha vírus vivos da gripe das aves (vírus A/H5N1) combinados com vírus vivos da gripe anual (vírus A/H3N2). Se esta contaminação não tivesse sido descoberta a tempo, a pandemia que, sem base real, as autoridades sanitárias globais (OMS) e nacionais estão a anunciar, seria agora uma espantosa realidade; esta combinação de vírus vivos pode ser particularmente letal porque combina um vírus vivo com cerca de 60% de mortalidade mas pouco contagioso (o vírus da gripe das aves) com um outro que tem uma mortalidade muito baixa mas com uma grande capacidade de contágio (o vírus da gripe sazonal) [9].

Em 29 de Abril de 2009, quando apenas tinham passado 12 dias sobre a detecção dos dois primeiros casos da nova gripe, a Drª Margaret Chan, directora-geral da OMS, declarou que o nível de alerta por perigo de pandemia se encontrava na fase 5 e mandou que todos os governos dos Estados membros da OMS activassem planos de emergência e de alerta sanitária máxima; um mês mais tarde, 11 de Junho de 2009, a Drª Chan declarou que no mundo já tínhamos uma pandemia (fase 6) causada pelo vírus A/H1N1 S-OIV [10]. Como pode fazer tal declaração quando, de acordo com os dados científicos expostos acima, a nova gripe é uma realidade mais benigna que a gripe sazonal e, além disso, não é um vírus novo e ao qual parte da humanidade está imune?

Pôde declará-lo porque no mês de Maio a OMS tinha alterado a definição de pandemia: antes de Maio de 2009 para poder ser declarada uma pandemia era necessário que por causa de um agente infeccioso morresse uma proporção significativa da população. Esta exigência - que é a única que dá sentido à noção clínica de pandemia e às medidas políticas que lhe estão associadas - foi eliminada da definição adoptada no mês de Maio de 2009 [11], depois dos EUA se terem declarado em «estado de emergência sanitária nacional», quando em todo o país havia apenas 20 pessoas infectadas com a nova gripe, e nenhuma delas tinha morrido [12].

Consequências políticas da declaração de «pandemia»

No contexto de uma pandemia é possível declarar a vacinação obrigatória para determinados grupos de pessoas ou, inclusivamente, para o conjunto dos cidadãos [13].

O que é que pode acontecer a uma pessoa que decida não se vacinar? Enquanto a vacinação não for declarada obrigatória não lhe pode acontecer nada; mas se chegasse a declarar-se a vacinação obrigatória, o Estado tem a obrigação de fazer cumprir a lei impondo multa ou prisão (no estado de Massachussetts dos EUA a multa para estes caso pode chegar a 1.000 dólares por cada dia que passe sem o prevaricador se vacinar) [14].

Perante isto, há quem possa pensar: se me obrigam, vacino-me e já está, a vacina é mais ou menos como a sazonal, também não há para todos...

É preciso que se saiba que há três novidades que fazem com que a vacina da nova gripe seja diferente da vacina da gripe anual: a primeira é que a maioria dos laboratórios estão a desenhar a vacina de forma que uma só injecção não seja suficiente e sejam necessárias duas; a OMS recomenda também que não se deixe de administrar a da gripe sazonal; quem seguir estas recomendações da OMS expõe-se a ser infectado três vezes e isto é uma novidade que, teoricamente, multiplica por três os possíveis efeitos secundários, embora na realidade ninguém saiba que efeitos pode causar, pois nunca antes se fez assim. A segunda novidade é que alguns dos laboratórios responsáveis pela vacina decidiram adicionar-lhe coadjuvantes mais potentes que os utilizados até agora nas vacinas anuais. Os coadjuvantes são substâncias que se adicionam às vacinas para estimular o sistema imunitário. A vacina da nova gripe que está a ser fabricada pelo laboratório Glaxo-Smith-Kline, por exemplo, contém um coadjuvante, AS03, uma combinação que multiplica por dez a resposta imunitária. O problema é que ninguém pode assegurar que este estímulo artificial do sistema imunitário não provoque, passado algum tempo, doenças auto-imunitárias graves, como a paralisia crescente de Guillain-Barré [15]. E a terceira novidade que distingue a vacina para a nova gripe da vacina anual, é que as companhias farmacêuticas que a fabricam estão a exigir que os Estados assinem acordos que lhes garantam a impunidade no caso das vacinas terem mais efeitos secundários que os previstos (por exemplo prevê-se que a paralisia Guillain-Barré venha a afectar 10 pessoas por cada milhão de vacinados); os EUA já assinaram estes acordos que garantem, tanto às farmacêuticas como aos políticos, a retirada de responsabilidade pelos possíveis efeitos secundários da vacina [16].

Uma reflexão

Se o envio de material contaminado fabricado pela Baxter não tivesse sido casualmente descoberto em Janeiro passado, efectivamente, ter-se-ia dado a gravíssima pandemia potencialmente causadora da morte de milhões de pessoas que alguns andam a anunciar. É inexplicável a falta de ressonância política e mediática do que aconteceu em Fevereiro no laboratório checo. Ainda mais inexplicável o grau de irresponsabilidade demonstrado pela OMS, pelos governos, pelas agências de controlo e prevenção de doenças ao declarar uma pandemia e promover um nível de alerta sanitário máximo sem uma base real. É irresponsável e inexplicável até extremos inconcebíveis o bilionário investimento saído do erário público destinado ao fabrico milhões e milhões de doses de vacina contra uma pandemia inexistente, ao mesmo tempo que não há dinheiro suficiente para ajudar milhões de pessoas (mais de 5 milhões só nos EUA) que por causa da crise perderam o seu trabalho e a sua casa.

Enquanto não forem clarificados estes factos, o risco de este Inverno serem distribuídas vacinas contaminadas e o risco de poderem ser adoptadas medidas legais coercivas para forçar a vacinação, são riscos reais que em caso algum podem ser desvalorizados.

No caso da gripe continuar tão benigna como até agora, não faz qualquer sentido a exposição ao risco de receber uma vacina contaminada ou o de sofrer uma paralisia Guillain-Barré.

No caso de a gripe se agravar de forma inesperada, como já há meses anunciam sem qualquer base científica um número surpreendente de altos dirigentes - entre eles a Directora-Geral da OMS -, e repentinamente, começarem a morrer muito mais pessoas do que é habitual, ainda terá menos sentido deixar-se pressionar para ser vacinado, porque uma surpresa assim só poderá significar duas coisas:

1. Que o vírus da gripe A que agora circula sofreu uma mutação;
2. Que está em circulação outro (ou outros) vírus.

Em qualquer dos casos a vacina que se está a preparar agora não serviria para nada e, tendo em conta o que aconteceu em Janeiro passado com a Baxter, podia ser, inclusivamente, que servisse de veículo de transmissão da doença.

Uma proposta

A minha proposta é clara:

Além de manter a calma, tomar precauções sensatas para evitar o contágio e não se deixar vacinar, coisa que já se propõem muitas pessoas com senso comum no nosso país [Espanha].

Apelo a que se active com carácter de urgência os mecanismos legais e de participação cidadã necessários para assegurar de forma rotunda que no nosso país não se poderá forçar ninguém a vacinar-se contra a sua vontade, e que os que decidirem livremente vacinar-se não serão privados do direito de exigir responsabilidades nem do direito de serem economicamente compensados (eles ou os seus familiares), no caso de a vacina lhes causar uma doença grave ou a morte.

Notas:
[1] Zimmer SM, Burke, DS. Historical Perspective: Emergence of Influenza A (H1N1) viruses. NEJM, Julio 16, 2009. p. 279
[2] 'The reemergence was probably an accidental release from a laboratory source in the setting of waning population immunity to H1 and N1 antigens', Zimmer, Burke, op. cit., p. 282
[3] Zimmer, Bunker, op. cit., p. 279
[4] Doshi, Peter. Calibrated response to emerging infections. BMJ 2009;339:b3471
[5] US Centers for Disease Control and Prevention. Serum cross-reactive antibody response to a novel influenza A (H1N1) virus after vaccination with seasonal influenza vaccine. MMWR 2009; 58: 521-4.
[6] Dados oficiais do Centro Europeu para o controlo e prevenção de doenças (www.ecdc.europa.eu).
[7] Dados oficiais do Centro Europeu para o controlo e prevenção de doenças (www.ecdc.europa.eu)
[8] Cf. Le Journal du Dimanche (25 juliol '09): Debré: 'Cette grippe n'est pas dangereuse'; cf. La Razón (4 septiembre '09): Rodríguez Sendín: Cordura frente el alarmismo en la prevención de la gripe A
[9] Cf. Virus mix-up by lab could have resulted in pandemic. The Times of India, sección de ciencia, 6 marzo 2009.
[10] http://www.who.int/mediacentre/news/statements/2009
[11] Cohen E. When a pandemic isn't a pandemic. CNN, 4 de mayo '09.http://edition.cnn.com/2009/HEALTH/05/04/swine.flu.pandemic/index.html
[12] Doshi Peter Calibrated response to emerging infections VMJ 2009;339:b3471
[13] Falkiner, Keith. Get the rushed flu jab or be jailed. Irish Star Sunday, 13 septiembre '09.
[14] Senate Bill n. 2028: An act relative to pandemic and disaster preparation and response in the commonwealth. 4 agosto '09. Cf. Moore, RT. Critics rage as state prepares for flu pandemic. 11 septiembre '09. WBUR Boston.
[15] Cf. Vaccination H1N1: méfiance des infirmières. www.syndicat-infirmier.com/Vaccination-H1N1-mefiance-des.htlm
[16] Stobbe, Mark. Legal immunity set for swine flu vaccine makers. Associated Press, 17 Julio '09.



Texto publicado no sítio da Coordenadora Antiprivatização de Saúde Pública, Madrid, (www.casmadrid.org), em Setembro de 2009.


* Teresa Forcades i Vila, monja beneditina do Mosteiro de San Benedito em Montserrat, Barcelona, é doutorada em Saúde Pública, especialista em Medicina Interna pela Universidade de Nova Iorque, autora entre outros livros de «Los crimines de las grandes compañias farmaceuticas».

Tradução de José Paulo Gascão