domingo, 29 de dezembro de 2013

Step into the Void

La nueva atracción es una cabina de vidrio que se encuentra en la terraza superior del macizo L'Aiguille du Midi, de 3.842 metros de altura, la más alta de las Agujas de Chamonix, que atrae cada año a miles de turistas.

Ver más en: http://www.20minutos.es/noticia/2016822/0/mirador-cristal/alpes-francia/vacio/#xtor=AD-15&xts=467263
La nueva atracción es una cabina de vidrio que se encuentra en la terraza superior del macizo L'Aiguille du Midi, de 3.842 metros de altura, la más alta de las Agujas de Chamonix, que atrae cada año a miles de turistas.

Ver más en: http://www.20minutos.es/noticia/2016822/0/mirador-cristal/alpes-francia/vacio/#xtor=AD-15&xts=467263
La nueva atracción es una cabina de vidrio que se encuentra en la terraza superior del macizo L'Aiguille du Midi, de 3.842 metros de altura, la más alta de las Agujas de Chamonix, que atrae cada año a miles de turistas.

Ver más en: http://www.20minutos.es/noticia/2016822/0/mirador-cristal/alpes-francia/vacio/#xtor=AD-15&xts=467263
La nueva atracción es una cabina de vidrio que se encuentra en la terraza superior del macizo L'Aiguille du Midi, de 3.842 metros de altura, la más alta de las Agujas de Chamonix, que atrae cada año a miles de turistas.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Bairro Alto

El barrio de la bohemia lisboeta cumple 500 años en plena rehabilitación urbana.

Ver más en: http://www.20minutos.es/noticia/2013453/0/lisboa/barrio-alto/500-anos/#xtor=AD-15&xts=467263
El barrio de la bohemia lisboeta cumple 500 años en plena rehabilitación urbana.

Ver más en: http://www.20minutos.es/noticia/2013453/0/lisboa/barrio-alto/500-anos/#xtor=AD-15&xts=467263
El Barrio Alto de Lisboa nació como el lugar donde convivían clases humildes y aristocracia.

Ver más en: http://www.20minutos.es/noticia/2013453/0/lisboa/barrio-alto/500-anos/#xtor=AD-15&xts=467263
El Barrio Alto de Lisboa nació como el lugar donde convivían clases humildes y aristocracia.

Ver más en: http://www.20minutos.es/noticia/2013453/0/lisboa/barrio-alto/500-anos/#xtor=AD-15&xts=467263
El Barrio Alto de Lisboa nació como el lugar donde convivían clases humildes y aristocracia.

Ver más en: http://www.20minutos.es/noticia/2013453/0/lisboa/barrio-alto/500-anos/#xtor=AD-15&xts=467263
El barrio de la bohemia lisboeta cumple 500 años 
El Barrio Alto de Lisboa nació como el lugar donde convivían clases humildes y aristocracia.

Ver más en: http://www.20minutos.es/noticia/2013453/0/lisboa/barrio-alto/500-anos/#xtor=AD-15&xts=467263
El Barrio Alto de Lisboa nació como el lugar donde convivían clases humildes y aristocracia.

Ver más en: http://www.20minutos.es/noticia/2013453/0/lisboa/barrio-alto/500-anos/#xtor=AD-15&xts=467263
El barrio de la bohemia lisboeta cumple 500 años en plena rehabilitación urbana.

Ver más en: http://www.20minutos.es/noticia/2013453/0/lisboa/barrio-alto/500-anos/#xtor=AD-15&xts=467263

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Mais um dia que querem tirar do calendário

"Considerando obsoleto o seu pensamento explícito, Sá Carneiro fica assim reduzido apenas a um actor político, que combateu o PCP no PREC, combateu Eanes e o Conselho da Revolução, combateu Soares e o PS, foi criador e primeiro-ministro da AD, reduzindo-se os seus actos a uma espécie de gramática da acção, sem o léxico e a semântica das suas ideias políticas. Ora, se há coisa em que Sá Carneiro não queria que existisse nenhuma dúvida, era que actuava baseado em princípios políticos, ideais e tradições, pelo que não pode ser reduzido, como foi por Passos Coelho, a um lutador contra o défice e a dívida, ele que nunca admitiria que Portugal pudesse ser um “protectorado”, ou que o poder do Parlamento e da soberania popular dos portugueses fosse “automaticamente” deslocado para a burocracia europeia. Tirar-lhe esta identidade é matá-lo pela segunda vez".

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Espanha contemporânea

La misión era contar la Historia de este país de los últimos dos siglos y vieron cómo los relatos no podían estar entrelazados sólo por documentos vitales, fotografías importantes y obras de arte, como las expuestas de Sorolla o Gutiérrez Solana. 

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

-93 ºC

Un equipo de científicos ha precisado el lugar más frío del planeta: -93 ºC grados bajo cero (136 ºF) registrados en la Antártida en agosto de 2010.

domingo, 8 de dezembro de 2013

Acerca de um certo mentiroso, intrujão

Só quem nunca teve o jantar temperado todas as noites, durante meses a fio, com as imagens que chegavam nos telejornais dos confrontos no Soweto, com a polícia do apartheid a disparar a torto e a direito sobre tudo o que respirava...
continua AQUI

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

ADN humano

Apenas dos gramos -1,95- de hueso han sido suficientes para obtener el ADN de un homínido más antiguo que se conoce.

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

A Palavra A Quem A Trabalha

É A ISTO QUE SE CHAMA DEMOCRATOCRACIA?

Na educação vivemos um momento singular: ninguém sabe o que faz, porque o faz e, mesmo, se o faz. Se exceptuarmos os docentes, que continuam a exercer, diariamente, com sentido de profissionalidade a sua actividade (apesar de tratados como pessoal indiferenciado, desqualificado e descartável) todos os restantes responsáveis do Ministério da Educação (ME) agem com uma indigência quase malévola, raramente prevendo (à excepção das de carácter financeiro) as consequências pessoais, familiares, materiais, técnicas e organizacionais, do impacto de grande parte das suas medidas aprovadas “à la carte”.
Os últimos meses têm sido, como diria o nosso povo, “um fartar, vilanagem”. Basta considerar os títulos das primeiras páginas dos jornais: “Ministério quer ver professores a comprar escolas”; “Ministério tem milhões para despedir professores”; Ministério tem milhões para o ensino privado”. “Quem quiser educação de qualidade, que a pague”; “A inclusão regressa ao passado”; “Professores contratados têm que pagar a sua própria avaliação”.
Vale a pena citar mais?
No actual contexto, não é possível vislumbrar uma medida preditiva do comportamento do ministro, ou de um qualquer dos seus secretários de Estado, talvez porque deve haver algum efeito de indução ao “chip” cerebral, quando entram, pela primeira vez, num qualquer elevador da 5 de Outubro.
O que afirmavam antes de entrarem para o governo, já não é palavra que se cite, ou aceite, como vinda de gente coerente e fiável.
Hoje, todos eles agem nos antípodas. Mais parecem personagens erráticas de um qualquer enredo dos antigos teatros de revista em que, de uma semana para a outra, se mudava a narrativa, os cenários e os diálogos, mas os personagens permaneciam, sempre os mesmos.
A generalidade dos professores contratados foi formada em instituições de ensino superior, avaliadas a acreditadas pelo próprio Estado? Tiveram estágios profissionalizantes, tutelados por professores seniores, que assistiram às suas aulas e avaliaram e classificaram a sua actuação? A maioria deles serviu (e bem) o sistema durante décadas?
Para o ME, nada disso interessa, porque o ministério entende que toda a profissionalidade docente se reduz a uma meia dúzia de conhecimentos teoréticos e pode ser avaliada, através de uma simples prova, corrigida, avaliada e classificada, por outros docentes, os quais nem foram preparados para isso.
Se essa prova foi construída, ou não, para ter um efeito de descriminação negativa, o que interessa ao mundo? Se a malfadada prova foi, ou não, estatisticamente validada, que importância tem isso para a ciência e a fidelidade dos seus resultados? Nada, mesmo nada interessa, desde que Nuno, o Incrato, e os seus secretários de Estado metam uns tostões a mais na caixa de esmolas do Orçamento.
E, pasme-se! As instituições de ensino superior que ainda formam docentes, face a todo este cenário, remetem-se a um silêncio que as envergonha, perante tamanho atestado de suspeita incompetência que o ME lhes pretende passar!
Admiro, também, que, até hoje, ninguém se tenha dado ao trabalho de coligir o que pensavam, ministro e alguns dos seus secretários de Estado, sobre estas matérias, meses antes de subirem as escadas do poder.
Que percurso científico e académico permite, a alguns deles, a insistência no disparate constante, tão nítido no nervosismo com que, publicamente, anunciam cada nova medida a implementar, e a acrescentar ao rol do vai vem de decisões inconsequentes, mas todas elas com um objectivo certeiro: o de promover a total desarticulação organizacional da Escola Pública que tínhamos – fiável e confiável – como o provaram centenas de estudos científicos, efectuados na última década.
Diariamente lançam-se para as escolas instruções aleatórias, descoordenadas, que uma boa parte dos responsáveis regionais e locais não sabe como interpretar e aplicar. Num dia avançam-se, impensadamente, mil passos, para, no dia seguinte, se regredirem dois mil: e, em ambas as situações, sem qualquer esclarecimento convincente, do porquê do fazer e do desfazer.
Nos pais, nos alunos, nos docentes, no pessoal não docente, no conjunto da comunidade educativa, cresce a incredulidade. Ninguém dá a cara por ninguém. É o reino do “Deus dará”, do desencanto, das rotinas, do tempo preenchido em deslocações, em reuniões, em burocracias redundantes, em incongruências organizacionais e, sobretudo, na produção de muito estímulo à resiliência.
Como qualquer mortal sabe, estas situações ajudam em tudo, menos à promoção da qualidade do ensino que devíamos estar a proporcionar aos nossos alunos e, logo, ao futuro do nosso país.
Na Europa, Portugal introduziu, hoje, um fenómeno invulgar e inimaginável há meia dúzia de anos atrás: os milhares de professores que ficaram desempregados e foram obrigados a emigrar ou a mudar de profissão, constituem o maior desperdício de formação e de qualificação (e aí também estamos a falar de gasto verbas, de tempo perdido, de estruturas malbaratadas…) a que a Europa jamais assistiu, em qualquer outra profissão.
Um dia, estes (des)governantes deverão prestar contas pelo que fizeram à Escola Pública portuguesa, que com tanto custo foi erguida sobre os escombros do salazarismo. Que o tempo seja curto e o juízo justo.
João Ruivo
ruivo@rvj.pt

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Fotos (Concurso cidades património)

Amanecer. «La luz del amanecer en Santiago provoca un efecto místico en su fachada. Las mañanas frías de invierno convertidas en un halo mágico que se alza por el este. Una fotografía tomada desde la Praza do Obradoiro a primera hora cuando la ciudad vieja de Santiago comienza a despertar mecida por el compás de la campana de la Berenguela». Foto y texto de Nuria Prado Castiñeiras..

Estas son las fotos de los lectores que han participado en el concurso organizado por Ocholeguas.com y el Grupo de Ciudades Patrimonio de la Humanidad de España.

domingo, 24 de novembro de 2013

+ uma Carta Aberta

  • Carta Aberta a um MENTECAPTO (João César das Neves)

    Meu Caro João,

    Ouvi-te brevemente nos noticiários da TSF no fim-de-semana e não acreditei no que estava a ouvir.

    Confesso que pensei que fossem “excertos”, fora de contexto, de alguém a tentar destruir o (pouco) prestígio de Economista (que ainda te resta).

    Mas depois tive a enorme surpresa: fui ler, no Diário de Notícias a tua entrevista (ou deverei dizer: o arrazoado de DISPARATES que resolveste vomitar para os microfones de quem teve a suprema paciência de te ouvir). E, afinal, disseste mesmo aquilo que disseste, CONVICTO e em contexto.

    Tu não fazes a menor ideia do que é a vida fora da redoma protegida em que vives:
    - Não sabes o que é ser pobre;
    - Não sabes o que é ter fome;
    - Não sabes o que é ter a certeza de não ter um futuro.

    Pior que isso, João, não sabes, NEM QUERES SABER!

    Limitas-te a vomitar ódio sobre TODOS aqueles que não pertencem ao teu meio. Sobes aquele teu tom de voz nasalado (aqui para nós que ninguém nos ouve: um bocado amaricado) para despejares a tua IGNORÂNCIA arvorada em ciência.

    Que de Economia NADA sabes, isso já tinha sido provado ao longo dos MUITOS anos em que foste assessor do teu amigo Aníbal e o ajudaste a tomar as BRILHANTES decisões de DESTRUÍR o Aparelho Produtivo Nacional (Indústria, Agricultura e Pescas).

    És tu (com ele) um dos PRINCIPAIS RESPONSÁVEIS de sermos um País SEM FUTURO.

    De Economia NADA sabes e, pelos vistos, da VIDA REAL, sabes ainda MENOS!

    João, disseste coisas absolutamente INCRÍVEIS, como por exemplo: “A MAIOR PARTE dos Pensionistas estão a fingir que são Pobres!”

    Estarás tu bom da cabeça, João?

    Mais de 85% das Pensões pagas em Portugal são INFERIORES a 500 Euros por mês (bem sei que que algumas delas são cumulativas – pessoas que recebem mais que uma “pensão” - , mas também sei que, mesmo assim, 65% dos Pensionistas recebe MENOS de 500 Euros por mês).

    Pior, João, TU TAMBÉM sabes. E, mesmo assim, tens a LATA de dizer que a MAIORIA está a FINGIR que é Pobre?

    Estarás tu bom da cabeça, João?

    João, disseste mais coisas absolutamente INCRÍVEIS, como por exemplo: “Subir o salário mínimo é ESTRAGAR a vida aos Pobres!”

    Estarás tu bom da cabeça, João?

    Na tua opinião, “obrigar os empregadores a pagar um salário maior” (as palavras são exactamente as tuas) estraga a vida aos desempregados não qualificados. O teu raciocínio: se o empregador tiver de pagar 500 euros por mês em vez de 485, prefere contratar um Licenciado (quiçá um Mestre ou um Doutor) do que um iletrado. Isto é um ABSURDO tão grande que nem é possível comentar!

    Estarás tu bom da cabeça, João?

    João, disseste outras coisas absolutamente INCRÍVEIS, como por exemplo: “Ainda não se pediram sacrifícios aos Portugueses!”

    Estarás tu bom da cabeça, João?

    Ainda não se pediram sacrifícios?!?
    Em que País vives tu, João?
    Um milhão de desempregados;
    Mais de 10 mil a partirem TODOS os meses para o Estrangeiro;
    Empresas a falirem TODOS os dias;
    Casas entregues aos Bancos TODOS os dias;
    Famílias a racionarem a comida, os cuidados de saúde, as despesas escolares e, mesmo assim, a ACUMULAREM dívidas a TODA a espécie de Fornecedores.

    Em que País vives tu, João?

    Estarás tu bom da cabeça, João?

    Mas, João, a meio da famosa entrevista, deixaste cair a máscara: “Vamos ter de REDUZIR Salários!”

    Pronto! Assim dá para perceber. Foi só para isso que lá foste despejar os DISPARATES todos que despejaste.

    Tinhas de TRANSMITIR O RECADO daqueles que TE PAGAM: “há que reduzir os salários!”.

    Afinal estás bom da cabeça, João.

    Disseste TUDO aquilo perfeitamente pensado. Cumpriste aquilo para que te pagam os teus amigos da Opus Dei (a que pertences), dos Bancos (que assessoras), das Grandes Corporações (que te pagam Consultorias).

    Foste lá para transmitir o recado: “há que reduzir salários!”.

    Assim já se percebe a figura de mentecapto a que te prestaste.

    E, assim, já mereces uma resposta:

    - Vai à MERDA, João!

    Um Abraço,
    Carlos Paz

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Carta aberta

"A inútil" escreveu assim a Miguel de Sousa Tavares :
 
Sobre os Professores
 
É do conhecimento público que o senhor Miguel de Sousa Tavares considerou ‘os  professores os inúteis mais bem pagos deste país.’ Espantar-me-ia uma afirmação tão generalista e imoral, não conhecesse já outras afirmações que não diferem muito desta, quer na forma, quer na índole. Não lhe parece que há inúteis, que fazem coisas inúteis e escrevem coisas inúteis, que são pagos a peso de ouro? Não lhe parece que deveria ter dirigido as suas aberrações a gente que, neste deprimente país, tem mais do que uma sinecura e assim enche os bolsos? Não será esse o seu caso? O que escreveu é um atentado à cultura portuguesa, à educação e aos seus intervenientes, alunos e professores. Alunos e professores de ontem e de hoje, porque eu já fui aluna, logo de ‘inúteis’, como o senhor também terá sido. Ou pensa hoje de forma diferente para estar de acordo com o sistema?
 
O senhor tem filhos? – a minha ignorância a este respeito deve-se ao facto de não ser muito dada a ler revistas cor-de-rosa. Se os tem, e se estudam, teve, por acaso, a frontalidade de encarar os seus professores e dizer-lhes que ‘são os inúteis mais bem pagos do país.’? Não me parece… Estudam os seus filhos em escolas públicas ou privadas? É que a coisa muda de figura! Há escolas privadas onde se pagam substancialmente as notas dos alunos, que os professores ‘inúteis’ são obrigados a atribuir. A alarvidade que escreveu, além de ser insultuosa, revela muita ignorância em relação à educação e ao ensino. E, quem é ignorante, não deve julgar sem conhecimento de causa. Sei que é escritor, porém nunca li qualquer livro seu, por isso não emito julgamentos sobre aquilo que desconheço. Entende ou quer que a professora explique de novo?
 
Sou professora de Português com imenso prazer. Oxalá nunca nenhuma das suas obras venha a integrar os programas da disciplina, pois acredito que nenhum dos ‘inúteis’ a que se referiu a leccionasse com prazer. Com prazer e paixão tenho leccionado, ao longo dos meus vinte e sete anos de serviço, a obra de sua mãe, Sophia de Mello Breyner Andersen, que reverencio. O senhor é a prova inequívoca que nem sempre uma sã e bela árvore dá são e belo fruto. Tenho dificuldade em interiorizar que tenha sido ela quem o ensinou a escrever. A sua ilustre mãe era uma humanista convicta. Que pena não ter interiorizado essa lição! A lição do humanismo que não julga sem provas! Já visitou, por acaso, alguma escola pública? Já se deu ao trabalho de ler, com atenção, o documento sobre a avaliação dos professores? Não, claro que não. É mais cómodo fazer afirmações bombásticas, que agitem, no mau sentido, a opinião pública, para assim se auto-publicitar.
 
Sei que, num jornal desportivo, escreve, de vez em quando, umas crónicas e que defende muito bem o seu clube. Alguma vez lhe ocorreu, quando o seu clube perde, com clubes da terceira divisão, escrever que ‘os jogadores de futebol são os inúteis mais bem pagos do país.’? Alguma vez lhe ocorreu escrever que há dirigentes desportivos que ‘são os inúteis’ mais protegidos do país? Presumo que não, e não tenho qualquer dúvida de que deve entender mais de futebol do que de Educação. Alguma vez lhe ocorreu escrever que os advogados ‘são os inúteis mais bem pagos do país’? Ou os políticos? Não, acredito que não, embora também não tenha dúvidas de que deve estar mais familiarizado com essas áreas. Não tenho nada contra os jogadores de futebol, nada contra os dirigentes desportivos, nada contra os advogados.
Porque não são eles que me impedem de exercer, com dignidade, a minha profissão. Tenho sim contra os políticos arrogantes, prepotentes, desumanos e inúteis, que querem fazer da educação o caixote do  (falso) sucesso para posterior envio para a Europa e para o mundo. Tenho contra pseudo-jornalistas, como o senhor, que são, juntamente com os políticos, ‘os inúteis mais bem pagos do país’, que se arvoram em salvadores da pátria, quando o que lhes interessa é o seu próprio umbigo.
Assim sendo, Sr. Miguel de Sousa Tavares, informe-se, que a informaçãozinha é bem necessária antes de ‘escrevinhar’ alarvices sobre quem dá a este país, além de grandes lições nas aulas, a alunos que são a razão de ser do professor, lições de democracia ao país. Mas o senhor não entende! Para si, democracia deve ser estar do lado de quem convém.
 
Por isso, não posso deixar de lhe transmitir uma mensagem com que termina um texto da sua sábia mãe: ’Perdoai-lhes, Senhor Porque eles sabem o que fazem.’
 
Ana Maria Gomes
Escola Secundária de Barcelos

"Santa Madonna"

El video de 'Like a prayer' era un experimento espiritual, religioso y sexual. Casi una confrontación. Era también una espléndida celebración carnal del amor. 

domingo, 17 de novembro de 2013

Zonas de superfície florestal

Carecían de datos precisos que certificaran lo que ya sabían, hasta ahora. La revista 'Science' ha publicado un estudio de la Universidad de Maryland (UMD) que ha sido capaz de desarrollar un mapa interactivo en alta resolución.

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

"Carpe Diem"

La vida de Berto Pena cambió en un viaje de trabajo, en el aeropuerto de Seattle (EE UU). Allí compró el libro de David Allen Getting Things Done, título traducido al español como Organízate con eficacia. 

sábado, 9 de novembro de 2013

JFK

50.ª aniversário do assassinato do presidente JFK em Dallas (Texas) a 22 de novembro de 1963. 
Jacques Lowe

50º aniversario del asesinato del presidente en Dallas (Texas) el 22 de noviembre de 1963

Ver más en: http://www.20minutos.es/fotos/artes/jacques-lowe-7-anos-con-los-kennedy-9964/#xtor=AD-15&xts=467263
50º aniversario del asesinato del presidente en Dallas (Texas) el 22 de noviembre de 1963

Ver más en: http://www.20minutos.es/fotos/artes/jacques-lowe-7-anos-con-los-kennedy-9964/#xtor=AD-15&xts=467263
'Kennedy. El álbum de una época' reúne 250 fotografías realizadas por Jacques Lowe —fotógrafo oficial de los Kennedy— hechas entre 1958 y 1963, año de la muerte de JFK. El tomo, editado por la editorial La Fábrica, se publica este mes coincidiendo con el 50º aniversario del asesinato del presidente en Dallas (Texas) el 22 de noviembre de 1963

Ver más en: http://www.20minutos.es/fotos/artes/jacques-lowe-7-anos-con-los-kennedy-9964/#xtor=AD-15&xts=467263

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Azul gelo

El frío resulta elegante, sin el canto de los pájaros ni el murmullo de las selvas. El frío no suele decir nada. Tiene algo de hipnótico ese azul del hielo, la bruma en los amaneceres, la nieve. Como los que nos regalan el Cabo Norte en Noruega, o los glaciares de Perito Moreno en Argentina y Mendenhall en Alaska. En estos ocho paisajes blancos, ocho rincones apartados, uno no puede evitar sentirse tan al margen que en algún momento cabe la posibilidad de salirse del mapa. Y es en esos rincones donde uno se siente más viajero, sin la presencia de otros hombres, entumecido por el clima y una belleza rara, fría. | www.viajesalpasado.com

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Cem anos de Albert Camus

Nascido nos bairros operários de Argel, Argélia, a 7 de novembro de 1913, Albert Camus foi galardoado ainda novo com o Nobel da Literatura. Tinha apenas 44 anos quando foi distinguido.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

UTA Flight 772

A friend told me to go to a certain latitude and longitude on Google Maps. When I noticed it seemed to be in the middle of an African desert, I thought he was just sending nonsense. But when I zoomed in, my mind was blown. I noticed a tiny icon that looked like an airplane. AQUI

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Eólica gigante

A multinacional Siemens acaba de apresentar uma mega turbina eólica, em Inglaterra, que consegue produzir mais eletricidade com menos vento. Destina-se em exclusivo a parques eólicos off-shore (no mar).

terça-feira, 29 de outubro de 2013

A entrevista de Sócrates, na íntegra

O livro “A Confiança no Mundo”, sobre a tortura em democracia,
é a tese de mestrado de José Sócrates na escola de Sciences Po, Paris.
É lançado em Portugal, depois no Brasil e em Moçambique.
Pretexto para uma conversa franca com o ex-primeiro-ministro.


Existe uma razão para ter pedido o prefácio a Lula. “O Lula é talvez o meu melhor amigo dos tempos da ação política, foi meu companheiro durante os seis anos intensos em que fui primeiro-ministro. Tenho outros, portugueses, claro. E tenho também o Zapatero. O Lula é o mais próximo.”

domingo, 20 de outubro de 2013

Coisas Simples!

NOMBRE: Master Innovation. VELOCIDAD: 33 1/3, 45 y 78 rpm. PRECISIÓN: 0,005 %. PLATO: 15 mm de aluminio y 70 mm de polímero de alta densidad. TAMAÑO: 479 x 485 x 425 mm. PRECIO: Desde 10.400 euros.

sábado, 19 de outubro de 2013

Mulheres reais que venceram o Cancro da mama

Esa es la premisa que ha impulsado el Scar Project (Proyecto Cicatriz), una serie fotográfica dedicada a las supervivientes de cáncer de mama. Obra del fotógrafo de moda David Jay, muestra los cuerpos y las caras de más de 100 mujeres jóvenes que han vencido a la enfermedad. 

CICATRICES PARA RECORDAR

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Quando os carros, eram carros!

Los rallyes históricos siguen de moda aunque mediáticamente continúan olvidados de la mano de Dios. El Rally Legend,

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

PR solidário


O Movimento Vencer e Viver (MVV) do Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) organiza a 4ª edição das Caminhadas "Pequenos Passos, Grandes Gestos", no próximo dia 5 de Outubro, pelas 15h nas cidades de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Covilhã, Guarda, Leiria e Viseu. É uma iniciativa inovadora ao decorrer em simultâneo em sete cidades. A caminhada pretende sensibilizar para a importância da prevenção e detecção precoce do cancro da mama e angariar fundos para a apoio ao doente oncológico e seus familiares. Clique aqui para saber mais

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Segurança

La privacidad es una de las mayores preocupaciones de la era digital.

Ver más en: http://www.20minutos.es/noticia/1933038/0/google/facua/privacidad/#xtor=AD-15&xts=467263
La privacidad es una de las mayores preocupaciones de la era digital.

Ver más en: http://www.20minutos.es/noticia/1933038/0/google/facua/privacidad/#xtor=AD-15&xts=467263
La privacidad es una de las mayores preocupaciones de la era digital.

Ver más en: http://www.20minutos.es/noticia/1933038/0/google/facua/privacidad/#xtor=AD-15&xts=467263
Google vuelve a hacer saltar las alarmas de la privacidad en Internet

Ver más en: http://www.20minutos.es/tecnologia/#xtor=AD-15&xts=467263
Google vuelve a hacer saltar las alarmas de la privacidad de los ciudadanos en Internet

Ver más en: http://www.20minutos.es/noticia/1933038/0/google/facua/privacidad/#xtor=AD-15&xts=467263
A privacidade é uma das maiores preocupações da era digital. 20 minutos.es
La privacidad es una de las mayores preocupaciones de la era digital.

Ver más en: http://www.20minutos.es/noticia/1933038/0/google/facua/privacidad/#xtor=AD-15&xts=467263

sábado, 14 de setembro de 2013

Uma das melhores

Tal día como hoy, 14 de septiembre, la cantante británica Amy Winehouse cumpliría 30 años de no ser por su prematura muerte hace 3 años, que apagó una de las mejores voces.
El Mundo.es

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

terça-feira, 10 de setembro de 2013

STOP

This is gaining steam! More than 700,000 signatures, thousands of tweets and messages, and diplomats showing interest. Let's get to a million now! Here's the email --

Dear friends,




Just weeks ago the kids in this image were gassed to death in their sleep. There is one peaceful way to stop these massacres - if Iran and the US sit down to talks and bring the warring parties to the table to get a ceasefire. For the first time the two Presidents are showing dialogue is possible. Let's tell them the world wants talks to start saving lives now! Sign up:
Just weeks ago the kids in this image were gassed to death in their sleep, but it feels the world has forgotten them and got stuck in a debate between US strikes or doing nothing. Now there is a glimmer of hope for a peaceful way to stop these massacres.

Syria's bloody war has been fuelled by rivalry between Iran, Assad's main backer, and the US and their allies. But this vile chemical attack has changed their discourse: Iran’s new moderate president condemned the gassing and Obama signalled he'd work with "anybody" to resolve the conflict. Let's urgently call on both leaders to sit down to talks and bring the warring parties together before any more lives are lost.

Right now, the global drums of war are beating over Syria, but if enough of us make sure Rouhani and Obama know the world wants bold diplomacy, we could end the nightmare for thousands of terrified Syrian children under threat of new gas attacks. We have no time to lose. Click now to join this urgent call -- when we reach one million signers we will deliver the petition directly to the two presidents:

http://www.avaaz.org/en/solution_for_syria_loc_rb/?brkDZcb&v=29042

Syria’s one of the most brutal wars of our generation, and this chemical attack on innocent civilians is the worst our world has seen in 30 years. The world has a responsibility to protect Syrians from extermination, but for two years the international community has been shamefully gridlocked and has failed the innocent victims. Now, despite overwhelming evidence that Assad’s forces launched the attack, Syria’s backers have sown doubt and, wary of war, the world is unsure about a humanitarian intervention. These talks are a new chance to stop the bloodshed.

It's always been believed that the US would never talk to Iran and that Iran would never help the US solve the Syrian crisis, but current evidence points to change and hope. President Obama may launch strikes, but he has no public support for a longer war, and he is looking for a way out of a sustained conflict. And 130 members of the US Congress are calling on President Obama to talk with Iran. A massive global public push for diplomacy right now could push Obama towards talks.

Iran's former President Ahmadinejad spent billions supplying cash and weapons to the Assad regime. But the new President Rouhani was elected on a ticket to build bridges with the West and favours a political settlement with the Syrian opposition. The chemical attack is eroding Iranian public support for Assad, rekindling painful memories of Iraq’s gas attacks on Iran, and insiders say pressure is building to reconsider Iran's support for Assad. This could be a tipping point to bring Rouhani to the table.

Talks won't stop the horror overnight, but there is no quick and easy solution. We urgently need to get started on a path that can stop the killing of innocent children and bring the world closer together rather than tear us further apart. Let’s get the US and Iran to start talks now:

http://www.avaaz.org/en/solution_for_syria_loc_rb/?brkDZcb&v=29042

A roadmap has already been put in motion for a Syrian peace process in Geneva, but this is the first time there could be the political will to overlook all the differences and sit down. Iran is the only country in the world with sufficient influence in Syria to push the regime to the table. Russia, another key ally of Assad, has said it will come to the table. And the US, with its Middle East allies, can push the opposition to sit down.

It took the horror of the Second World War to get the United Nations and the Declaration of Human Rights. Maybe the horror of Syria might finally push the US and Iran, and their moderate presidents, to address longstanding differences and build the basis for a more lasting peace for Syria and the region, with consequences for a host of global issues from nuclear proliferation to peace in Israel and Palestine. Our community has stood by the Syrian people from the very beginning. Now they need us more than ever. Let's give it our best shot.

With hope,

Alice, Luis, Ian, Emily, Bissan, Antonia, Ricken, Lisa, Mais and the whole Avaaz team


PS - Many Avaaz campaigns are started by members of our community! Start yours now and win on any issue - local, national or global: http://www.avaaz.org/en/petition/start_a_petition/?bgMYedb&v=23917

More information:

Syria Offers Opportunity For US-Iran Talks (Al Monitor)
http://www.al-monitor.com/pulse/originals/2013/08/syria-opportunity-iran-us-talks.html

Drawing a Line on Syria, U.S. Keeps Eye on Iran Policy (New York Times)
http://www.nytimes.com/2013/09/03/world/middleeast/drawing-a-line-on-syria-us-eyes-iran-talks.html?ref=world&_r=1&

No, Iran Doesn't Need Assad (The Atlantic)
http://www.theatlantic.com/international/archive/2013/09/no-iran-doesn-t-need-assad/279340/

For Syria’s sake, end Iran’s isolation (Guardian)
http://www.theguardian.com/commentisfree/2013/sep/03/for-syria-sake-end-iran-isolation

Iran ex-president says Syria government launched gas attacks: news agency (Reuters)
http://www.reuters.com/article/2013/09/01/us-syria-crisis-iran-rafsanjani-idUSBRE98007R20130901

Over 130 Reps. Sign Bipartisan Dent-Price Letter to President Urging Diplomacy on Iran
http://price.house.gov/index.php?option=com_content&view=article&id=3439:over-130-reps-sign-bipartisan-dent-price-letter-to-president-urging-diplomacy-on-iran&catid=100:press-releases

Iran's Rouhani acknowledges chemical weapons killed people in Syria (Reuters)
http://www.reuters.com/article/2013/08/24/us-syria-crisis-iran-idUSBRE97N06P20130824

Can Syrian Chemical Weapons Issue Lead to US-Iran Opening? (Al Monitor)
http://www.al-monitor.com/pulse/originals/2013/08/week-in-review-chemical-weapons-possible-us-strike-on-syria.html#ixzz2drRWTAPx

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Qatar Airways transforma FC Barcelona em um país

Com quase 2,3 milhões de views em apenas três dias, filme criado pela 180 Amsterdam coloca jogadores como cidadãos comuns da nação do futebol
continua AQUI

domingo, 1 de setembro de 2013

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Too much Johnson

Quizá porque para muchos el cine se divide en el antes y el después de Ciudadano Kane, ópera prima de Orson Welles (1915-1985), el descubrimiento en unos almacenes de Italia de Too much Johnson, rodada tres años antes que Kane, supone un acontecimiento mayúsculo para la historia de este arte.



quarta-feira, 31 de julho de 2013

terça-feira, 30 de julho de 2013

Porn Sex & Real Sex

Para os criadores de Porn Sex x Real Sex, qualquer pessoa que já tenha assistido a filmes pornô e feito sexo pode dizer algumas das diferenças entre a ficção e a realidade, mas eles queriam ir além, mostrando alguns dados mais específicos. O que vemos, então, é uma espécie de infográfico animado, com uma abordagem leve e interessante, que trabalha mais com a imaginação do espectador, em vez de ser explícito.
B9

segunda-feira, 15 de julho de 2013

sábado, 13 de julho de 2013

quarta-feira, 3 de julho de 2013

o destino do povo Rohingya em Mianmar (também conhecido como Birmânia) está por um fio

Caros amigos,




A maioria das pessoas não sabia onde ficava Ruanda até que 800.000 ruandenses foram mortos. O destino do povo Rohingya em Mianmar está por um fio por causa de ataques de gangues enquanto a polícia apenas observa, sem fazer nada. O presidente birmanês pode dar um fim a essa violência - tudo o que ele tem que fazer é aprovar um plano para protegê-los, assegurar-se que ele será implementado e conceder cidadania aos Rohingya. Vamos pedir aos líderes Europeus que pressionem o presidente deste país quando ele visitá-los daqui a alguns dias e impedir mais um genocídio como o de Ruanda:
A maioria das pessoas não sabia onde ficava Ruanda até que 800.000 ruandenses foram mortos. Neste instante, o destino do povo Rohingya em Mianmar (também conhecido como Birmânia) está por um fio. Assassinos racistas distribuíram panfletos ameaçando acabar com essa pequena minoria. Crianças já foram espancadas até a morte e assassinatos inomináveis foram cometidos. Tudo indica que a situação se transformará em um cenário de completo horror, a menos que façamos algo. 

Genocídios acontecem porque nós não nos preocupamos o suficiente antes que eles sejam cometidos. Os Rohingya são um povo pacífico e muito pobre. Eles são odiados por terem uma pele mais escura e porque uma maioria tem medo de que eles "roubem" os empregos existentes. Existem 800.000 Rohingya e eles podem sumir do mapa se não fizermos nada. O mundo já fracassou com outros povos, não vamos deixar isso acontecer com os Rohingya. 

O presidente de Mianmar, Thein Sein, pode tomar algumas medidas para protegê-los. Tudo o que ele precisa fazer é tomar uma iniciativa que tornaria isso realidade. Em alguns dias, ele estará na Europa para promover a abertura de seu país aos mercados internacionais. Se os governos da UE o receberem com um pedido firme pela proteção dos Rohingya, é provável que ele tome uma atitude. Vamos unir 1 milhão de vozes e espalhar imagens do que está acontecendo em Mianmar do lado de fora dos prédios onde o presidente deste país se encontrará com os principais chefes-de-estado da UE: 

https://secure.avaaz.org/po/burma_the_next_rwanda_loc/?brkDZcb&v=26521

Tortura, estupro coletivo, assassinato, execução sumária. Os grupos de direitos humanos estão usando o termo "limpeza étnica" para descrever a brutalidade do que ocorre atualmente em Mianmar. Mais de 120.000 Rohingya foram obrigados a fugir, muitos acampamentos precisaram ser improvisados perto da fronteira, ao passo que outros fugiram em barcos e se afogaram, morreram de fome ou foram baleados por guardas costeiras de países vizinhos. Os relatórios mostram que a violência está aumentando: no início deste ano, o presidente Thein Sein declarou estado de emergência depois de uma nova rodada de ataques fatais. É apenas uma questão de tempo até que haja um massacre em grande escala. 

Genocídios são impedidos quando os governos se opõem abertamente a eles. No entanto, o atual governo birmanês tem seguido para o lado errado. Recentemente, um porta-voz do governo admitiu que as autoridades vêm impondo uma lei que limita a população Rohingya a ter somente dois filhos e força casais a obter uma permissão especial para se casar. Especialistas relatam que as autoridades governamentais apoiaram e até mesmo participaram de atos de "limpeza étnica". O presidente Sein foi finalmente obrigado a reconhecer o que está acontecendo com os Rohingya, mas até agora se recusou a implementar projetos recomendando o uso de forças do governo para acabar com a violência e proteger as pessoas em risco

Até que ele tome uma atitude, o risco de genocídio paira como uma nuvem escura não apenas sobre Mianmar, mas também sobre o mundo. Por meio de suas relações comerciais, o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, e o presidente francês, François Hollande, têm uma enorme influência sobre Sein - se eles o pressionarem a agir quando os três se encontrarem neste mês, eles poderão salvar milhares de vidas. Vamos nos assegurar disso. Nós fracassamos com muitos povos, não vamos agora abandonar os Rohingya. Vamos nos unir ao protesto agora e compartilhar essa petição com todos

https://secure.avaaz.org/po/burma_the_next_rwanda_loc/?brkDZcb&v=26521

Diversas vezes a comunidade da Avaaz apoiou o povo do Mianmar na sua luta pela democracia. Quando o regime reprimiu brutalmente os monges budistas, em 2007, membros da Avaaz doaram centenas de milhares de dólares/euros/libras para dar apoio técnico e treinamento para ativistas combaterem um apagão nas comunicações. Em 2008, quando um ciclone devastador matou pelo menos 100 mil birmaneses e o regime militar impediu toda a ajuda internacional oficial de entrar no país, a nossa comunidade doou milhões diretamente aos monges na linha de frente da equipe que prestava ajuda. 

Nossa comunidade não existia quando o genocídio foi cometido em Ruanda, há 20 anos. Teríamos feito o suficiente para pará-lo? Vamos mostrar ao povo Rohingya nossa resposta a essa pergunta.

Luis, Jeremy, Aldine, Oliver, Marie, Jooyea e toda a equipe da Avaaz

PS - Muitas das campanhas da Avaaz foram criadas pelos membros da nossa comunidade! Crie sua campanha agora e obtenha a vitória sobre qualquer tema, seja ele local, nacional ou global: http://www.avaaz.org/po/petition/start_a_petition/?bgMYedb&v=23917


Mais informações:

Opinião: Grupos islâmicos em Mianmar correm risco de genocídio (Folha de S. Paulo)
http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2013/05/1278270-opiniao-grupos-islamicos-em-mianmar-correm-risco-de-genocidio.shtml

Polícia dispara em campo de refugiados de Mianmar e mata dois (Terra)
http://noticias.terra.com.br/mundo/asia/policia-dispara-em-um-campo-de-refugiados-de-mianmar-e-deixa-dois-mortos,8fcb39947278f310VgnCLD2000000dc6eb0aRCRD.html

Violência causa fuga de milhares de Rohingya (Estadão)
http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,violencia-causa-fuga-de-milhares-de-rohingya-,1018247,0.htm

Minoria rohingya precisa urgentemente de ajuda humanitária na Birmânia – MSF (MSN Notícias)
http://noticias.pt.msn.com/minoria-rohingya-precisa-urgentemente-de-ajuda-humanit%C3%A1ria-na-birm%C3%A2nia-%E2%80%93-msf

Centenas de pessoas desaparecidas após naufrágio na Birmânia (Público)
http://www.publico.pt/mundo/noticia/centenas-de-rohingya-desaparecidos-apos-naufragio-ao-largo-da-birmania-1594343

domingo, 30 de junho de 2013

BootyCall


Amigos con derecho a roce, conocidos con los que vivir una sesión de sexo fogosa, compañeros atrevidos, vecinos o incluso algún del ex pasado, cualquiera vale para formar parte de nuestra "hotlist", esa lista de amantes eventuales a los que recurrir en caso de necesidad sin dar explicaciones ni excusas.

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Acerca de lousa, giz, caderno e lápis & TIC

Você já deve ter percebido que lousa, giz, caderno e lápis não são mais os únicos materiais utilizados no ensino hoje em dia. As Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) – internet, notebooks, smartphones, cameras digitais, tablets etc – já fazem parte do cotidiano dos alunos e das escolas.

quinta-feira, 27 de junho de 2013

A Luta Continua!




Desp. Norm. 7/2013 de 11 junho
HORÁRIO DO DOCENTE

                Grupo 110º                           
Tempos letivos


2.ª feira

3.ª feira

4.ª feira

5.ª feira

6.ª feira
TOTAL SEMANA
Início
Termo
CL
CL
CL
CL
CL
9,15h
10,30h
CL
CL
CL
CL
CL
10,30h
10,50h
CNL
CNL
CNL
CNL
CNL
10,50h
12,15
CL
CL
CL
CL
CL
ALMOÇO
13.30h
14,30h
CL
CL
CL
CL
CL
14,30h
14,40h
CNL
CNL
CNL
CNL
CNL
14,40h
15.30h
CL
CL
CL
CL
CL

Total letivo
4,30h
4,30h
4,30h
4,30h
4,30h
4,30h
22,30h
Faltam 2,30h
Total não letivo
0,30h
0,30h
0,30h
0,30h
0,30h
0,30h
2,30h
15.30h
16.30h
TE
TE
1h
1h
0,30h??
Atend. EE

16.30h
17.30h







Componente letiva  ______25______

Componente não letiva: 13h
Intervalos: __ 2,30h

Trabalho de estabelecimento _2h_

Trabalho individual __2,30h – impossível

Reuniões: _2h

Total ______________40______



- Saímos sempre às 16h30, 5 dias por semana e se houver alguma AEC ao 1º tempo, permanecemos na escola para fazermos a nossa hora de AE das 16,30 às 17, 30h
- A isto ainda acrescentamos fazer mapas do leite, da fruta,… receber o dinheiro dos almoços, do transporte, escrever notícias para o jornal (evidências), atender telefone, organizar festas fora das horas letivas para os pais poderem irem, limpar vomitado (pq a assistente operacional não está lá sempre),… e poderia continuar uma lista sem fim de tarefas que nos incumbem… como Coord. de Departº, elemento da SADD, vigilâncias de exames, …………………………………”

- Ter em conta o nº de alunos, anos e níveis atribuídos- devem ser vistas as caraterísticas das turmas e aumentar o nº de de CNL para trabalho individual. Isto não é prática no 1º CEB mas como aumento do nº de alunos por turmas e os diferentes anos de escolaridade nas mesmas, os horários devem ser elaborados tendo em atenção isto.

 Vamos aguardar pelas propostas de alteração ao Desp. Norm. 7/2013

- Se os sindicatos não lutarem pelo 1º CEB, garanto-te que deixo de ser sindicalizada e que levarei muitos atrás de mim. Estou farta de fazer greves e de levar pancada!